RSS

O problema que se passa em Loures…

21 Jul

…é só um, nós somos um País racista, há uns anos dizia, nós vivemos num País cada vez mais racista, e quando o digo digo-o com frontalidade e verdade,hoje somos um País racista, há por aí muito oportunista da esquerda caviar e os cromos do políticamente correcto a falar e a fazer manifs de fatinho branco etc e tal e os bairros sociais são isto são aquilo, e ainda não vi nenhum desses “ignorantes” a constatar que a esmagadora maioria daquelas pessoas que vivem naquele bairro em Loures são cidadãos portugueses e os portugueses são na sua maioria racistas, sejam eles quem quer que sejam.E não me venham cá falar de culturas, é que segundo o políticamente correcto nós somos um País multi-cultural, certo?.Portugal está mal, não há trabalho, não há dinheiro vive-se uma crise social grande com o aumento do desemprego com o desagregar do Estado democrático, onde se continua a retirar autoridade ás autoridades do Estado democrático, onde e por falar na Internet em Portugal se “criam” organizações pró-censura aos Blogs, onde se cria o espírito da bufaria, num País onde não ter um iphone a 500 euros é ser atrasado mental, onde filmar uma agressão a uma professora é in, onde se ser pró fumar cigarros nos restaurantes e cafés é que é o correcto e onde, onde ,onde…tá tudo uma merda, o que é que querem que não haja portugueses que se virem uns de encontra os outros? há pois há, mas se as coisas piorarem como estão a piorar o que vai acontecer é que vão ser vocês a virarem-se contra os outros da vossa rua, pois é, é mesmo assim , só falta o clik, acreditem…

Anúncios
 
3 Comentários

Publicado por em Julho 21, 2008 em Portugal

 

Etiquetas:

3 responses to “O problema que se passa em Loures…

  1. cachucho

    Julho 22, 2008 at 5:10 pm

    Não concordo com a tua visão de racismo. O que se passa nesse bairro é que grupos traficantes de droga se desentenderam e quando assim é vem a tiralhada. O que está ali em causa não são raças mas sim dinheiro. Se Portugal fosse um país racista, aquele bairro não existia, aquelas pessoas estariam a morrer à fome numa barraca qualquer.
    Não estariam em casas com rendas de 4 euros (que não pagam) e não teriam água, luz e gás. Se Portugal fosse racista, naquele bairro existiriam apenas brancos, que ganham o salário mínimo e ficaram sem dinheiro para continuar a pagar o seu crédito no banco.

    Portugal continua a ser um dos países menos racistas da Europa e sabe-se lá do mundo. Continuamos a ser um povo que sabe receber e que muitas vezes se preocupa mais com quem não é de cá do que com aqueles que nasceram cá.

     
  2. re21

    Julho 22, 2008 at 10:40 pm

    Cachucho, é por isso que tenho comentários no meu blog, ora se concorda com o que escrevo ora se não concorda.Neste caso caro Amigo, Eu discordo de Ti, óbvio 😉 com mais tempo explico, mas tudo parte de um conceito racista e neo-fascista de uma extrema-esquerda e dita esquerda onde era correcto uma política de solidariedade social o alojamento em bairros ditos Bairros Sociais das minorias etenicas , desempregados, marginalizados etc, nos arredores das cidades onde não incomodavam ninguém e era politicamente correcto e de uma esquerda vanguardista, casa própria ou de aluguer reduzido com escolas, infantários por perto etc, só que as cidades crescem ,só que construir torres e meter tudo ao molhe lá dentro dá no que dá e está a dar… reapara que a maioria dos habitantes desse bairro são tão portugueses como Tu e Eu, no BI, claro…

     
  3. cachucho

    Julho 24, 2008 at 2:26 pm

    Se concordássemos sempre em tudo não tinha piada 🙂
    Meu amigo, aquelas pessoas que andaram aos tiros, andariam igualmente aos tiros se fossem inseridos num condomínio de luxo. Estamos a falar de tráfego de droga e de armas.
    Não vejo nada de degradante naqueles bairros (de construção falando). É um bairro normal com ruas largas e com excelentes condições no seu interior. Não vejo ali casas piores do que as casas da maioria dos portugueses que têm condições de as pagar. A mim não me interessam que eles sejam portugueses no BI como eu. Eu sou contra a estupidez, violência e ingratidão, seja ela portuguesa ou de outro país do mundo.

    Não é por causa do bairro que aquelas pessoas são violentas. Eles não estão inseridos no deserto. Eles estão a 15 minutos de uma das melhores zonas de lisboa. Aquelas pessoas que andaram aos tiros são as mesmas que reivindicam novas casas. Eu sou absolutamente a favor de um estado social que ajuda os mais necessitados. Mas não podemos falar só de regalias, também temos de falar de deveres e, esses deveres é que pelos vistos são sempre complicados de cumprir.

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s