RSS

Blogs que encerram

04 Jan

O que se lamenta sempre, o Aberratio Ictus  encerrou , o que é triste, era um Blog.Mas triste foram também alguns outros Blogs que encerraram ainda antes de 2009, refiro um que gostava particularmente era o Só Maria . Lá terei que actualizar ali os meus links para os blogs que leio diáriamente, a vida continua.

Anúncios
 
10 Comentários

Publicado por em Janeiro 4, 2009 em Blogs

 

Etiquetas:

10 responses to “Blogs que encerram

  1. Golfinho

    Janeiro 4, 2009 at 10:20 pm

    Olá!
    Obrigado pelo elogio 🙂
    Por acaso é o blogger que o vai fechar porque eu quero. Tenho a conta paga até dia 15 e podia renová-la, mas não o faço, tendo em conta que já quiseram interferir no que publicava ao retirarem-me a publicidade por apoiar Obama, o que tb. aconteceu noutro blog. Por outro lado, o grande apregoador da neutralidade da net, anda a castrar conteúdos que são inofensivos, como os que já vimos, e os que realmente mereciam um qualquer tipo de repulsa ou expulsão, como os neonazis ou de pornografia infantil andam aí. E acabram há dias de defender a intervenção de uma entidade para regular a blogosfera. Não contem cmg.

    Abraço.

     
  2. re21

    Janeiro 5, 2009 at 8:07 pm

    Golfinho assim que tiveres uma nova morada avisa,ok?.Quanto ao grande apregoador da neutralidade na net, é só dizeres que, é que eu mando-o à merda, aliás como tenho mandado outros apregoadores da censura na net.Um abraço.

     
  3. hermeneuticamente

    Janeiro 6, 2009 at 10:34 pm

    “Há quem pense que é possível conciliar a liberdade de expressão e a proibição do insulto. Mas isto é falso; como escreveu Orwell, “Se a liberdade significa realmente alguma coisa, significa o direito de dizer às pessoas o que elas não querem ouvir”.

    O conceito de insulto é demasiado escorregadio para se poder determinar o que é um insulto ou não. Nem todas as falsidades que se afirmam de alguém o insultam: se as pessoas disserem que o papa é espanhol, estarão a dizer uma falsidade que não insulta os católicos. Mas algumas verdades são sentidas como insultuosas: afirmar que o papa é um homem que usa roupas que parecem saias e que acredita que o vinho se transforma em sangue de Cristo é afirmar verdades, mas poderão ser sentidas como insultuosas por alguns católicos. Assim, um insulto é seja o que for que alguém afirma e que outra pessoa qualquer não gosta, por este ou aquele motivo. Donde se segue que se aceitarmos a proibição do insulto, colocamos uma mordaça ubíqua na liberdade de expressão, pois seja o que for que alguém diz pode ser entendido como insultuoso por outra pessoa qualquer.
    Hoje é moda na vida pública virem várias pessoas a público defender o direito de silenciar os outros porque se sentiram ofendidos. Não se pode por isso dizer mal da homossexualidade, ou da religião, da democracia ou da liberdade. Pode parecer paradoxal, mas este estado de coisas é uma ameaça à liberdade dos homossexuais, à liberdade religiosa, à democracia e à própria liberdade. Pois se as pessoas forem policiadas por dentro, evitando dizer o que realmente pensam, vão continuar a pensar tolices que ameaçam a democracia e a liberdade, mas não as vão exprimir e como tal torna-se impossível explicar-lhes o erro em que caíram.

    A ideia de viver em liberdade e democracia inclui a ideia de aprender a viver com a diversidade de ideias e estilos de vida, o que implica a disposição para aceitar a realidade tal como é, com pessoas que nos desagradam mas que têm direito a existir. A humanidade é muito diversificada; sem uma vontade honesta para a aceitar, a liberdade e a democracia estarão sempre ameaçadas. As pessoas religiosas preferiam um mundo sem ateus, alguns ateus preferiam um mundo sem pessoas religiosas, muitas pessoas preferiam um mundo sem homossexuais, e estes preferiam um mundo sem essas pessoas. É esta desvontade para aceitar a humanidade tal como é que faz as pessoas deitar mão do conceito de insulto: é uma tentativa infantil de fingir que no mundo não há pessoas que nos desagradam profundamente, pois se elas existirem mas estiverem caladinhas, até parece que não existem.
    Esta atitude impede-nos de aprender a viver uns com os outros, com todas as nossas diferenças. Precisamos de saber organizar a sociedade de modo que as pessoas se sintam bem, independentemente de serem ateias ou religiosas, homossexuais ou astrólogas. E para isso, temos de abandonar o escorregadio conceito de insulto e aceitar plenamente a liberdade genuína de expressão.”

    Citado de – De Rerum Natura

     
  4. West

    Janeiro 7, 2009 at 1:35 am

    Para os grandes apregoadores da neutralidade na net que andam a tentar castrar conteúdos que são inofensivos, o melhor que têm a fazer é ir à merda…!
    Pronto já os mandei, já não precisas de fazê-lo Re…!

     
  5. re21

    Janeiro 7, 2009 at 9:18 pm

    Eu já me tinha oferecido para os mandar à merda, mas sendo assim junto a minha voz à tua, sempre é um bocado mais de merda mandada e com destino 😉 daqui a uns tempos temos uma neutralidade cheia de merda, he!he!

     
  6. Golfinho

    Janeiro 9, 2009 at 9:42 pm

    ok, quero ver-vos a mandar à merda os google guys. mas quero ver os mails, os faxs, whatever…

     
  7. re21

    Janeiro 9, 2009 at 11:23 pm

    Ó Golfinho, desculpa lá mas não tou a compreender…quem queres tu afinal que eu mande à merda? o provedor e os seus boys?

     
  8. Golfinho

    Janeiro 10, 2009 at 9:51 am

    nop, os google guys que sao quem têm o dsomínio do meu blog.

     
  9. Golfinho

    Janeiro 10, 2009 at 4:13 pm

    http://www.webpronews.com/topnews/2008/12/15/wsj-claims-google-secretly-anti-net-neutrality;

    http://www.webpronews.com/topnews/2008/11/10/google-answers-some-tricky-questions

    Deverasinteressante esse Google ; ). Era a ele que me referia qd escrevi q antes defendia a neutralidade e agora… lê.

    E o Google fornece o alojamento de domínios através do Who is your daddy, onde está alojado o meu blog, mas são eles os reais donos e que já menotificaram duas vezes q dia 15 o contrato acaba. Se procurares no Whois, nem direito tenho a renovar o contrato, só transferindo o domínio para outro DNS.

    Mas qd foi a hist+oria da publicidade e o Obama, fiquei parvo. Onde esta essa neutralidade?

     
  10. re21

    Janeiro 10, 2009 at 5:41 pm

    O Google é um “monstro” que tem “papado” tudo ou quase tudo o que existe de empresas ligadas à Internet, a fazer-lhe frente teve e tem a Microsoft e sómente alguns nichos de mercado, no dia em que a Microsoft acabar aí sim a Google é a dona a 100% da Internet e melhor dizendo a dona de tudo o que aí se movimente, repara que já nos dias de hoje que certamente a maioria do software que tens no teu computador existe com serviço oferecido na Internet, Tu próprio uma vez me disseste que utilizas esse software oferecido na Internet, e que pouco ou nada tens no teu computador(trabalhas com o software alojado na Internet e deixas por lá alojado o teu trabalho), agora imagina um dia destes a Google dona e senhora da Internet, é impossível? não é! tá lá um gajo qualquer que não grama o Golfinho e vai ver as tuas contas, e decide “este golfinho aopiou o Obama, delete” a todo o teu trabalho, e Tu?, não podes fazer nada a Google vai ser a dona de tudo o que há na Internet! aliás lembro-me de ver um video no youtube onde isso se demonstra de uma maneira muito clara.Muda para o WordPress, arranja um outro alojador para o teu blog e quanto ao Google e a esse senhor “neutral” que vão à merda!

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s