RSS

Post It

10 Jan

Dizia eu hoje a um Amigo que só mesmo em Portugal se tenta desfazer o que já está feito. Vem isto a propósito do Twitter e de uma frase ouvida na última semana num programa de rádio da Rádio Nazaré . O Twitter ideia concebida em 2006 só o ano passado chegou em força a Portugal, curiosamente o ano passado em entrevista à RTP o senhor com carteira de jornalista um de  tal senhor Paulo Querido tenta descaracterizar o próprio Twitter, inventando uma série de funções e funcionalidades que o  mesmo (Twitter e criadores) nunca usou ou se declarou possuir ou  utilizar,de referir que nessa entrevista mais uma vez se decretou a morte da Blogoesfera.Mas avancemos, eis que no programa da Rádio Nazaré na última semana do ano passado o senhor Unimos o senhor José Monteiro disse o seguinte «…explicar o conceito do Twitter não é uma coisa simples…» , diga-se que a mim me espantou tamanha enormidade vindo de quem veio, de facto o Twitter é hoje um êxito porque é uma ferramente simplificada de comunicação, o conceito do Twitter é pôr as pessoas a comunicar facilmente entre si é um conceito que é quase tão velhinho como a Internet, só com alguma inovação após alguns cliks, eu é que escolho com quero comunicar e escutar.Resumindo e concluindo senhor José Monteiro, o Twitter não é mais que uma imensa sala de chat composta pelas  nossas salas de chat, é esse o conceito do Twitter, comunicar fácilmente com poucas palavras, não vale a pena tentar modificar a realidade dos factos porque factos são factos.Força para a rede Unimos.

 
3 Comentários

Publicado por em Janeiro 10, 2010 em Nazaré, Post It

 

Etiquetas: ,

3 responses to “Post It

  1. Jose Monteiro

    Janeiro 10, 2010 at 8:19 pm

    Olá re21,

    Deixa la o senhor que eu vou-te tratar por tu😉

    Sabes que na questão do twitter, eu não estava a referir-me à parte técnica da interacção com utilizador. A dificuldade do conceito do twitter não está aí, muito pelo contrário. Estava a referir-me a “linhas editoriais”, se é que os puristas do jornalismo me permiter a veleidade.

    Quando falas sobre twitter a alguem certamente tentas perceber que tipo de conteúdo essa pessoa poderá querer publicar globalmente. Usarás esta tua percepção para guiar a tua apresentação. Depois ainda terás de aplicar os mesmos critérios quando explicas as mençoes (@), os RTs and so on…

    Aqui é que está a dificuldade, e é por este motivo que aconselho experiência hands-on. Após 30-40 tweets a pessoa começar a definir melhor a sua linha editorial.

    Em relação a Unimos, obrigado e estamos cá para o que te pudermos ajudar.

    Abrass

     
  2. Filipe Santos

    Janeiro 12, 2010 at 6:40 pm

    Mais uma vez o troll te ofendeu no Gargol,de facto o tipo não presta é mesmo um tipo sem moralidade.

     
  3. re21

    Janeiro 13, 2010 at 8:18 am

    José Moneiro,mas qual “linha editorial”?, o que é que o Twitter tem a ver com linhas editoriais?

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s